Amzop alerta para o aumento do número de casos de Covid

O presidente da Associação dos Municípios da Zona da Produção (Amzop), José Arno Ferrari anunciou que a entidade está enviando uma circular a todos os 43 prefeitos da entidade solicitando que seja intensificada a aplicação da vacina contra a gripe e ampliadas as medidas de distanciamento social e respeitadas as ações de prevenção ao coronavírus.

Ferrari, que é também prefeito de Rodeio Bonito disse que existe uma grande preocupação em relação ao aumento do número de casos confirmados e suspeitos de Covid-19 na região. “A situação tende a se agravar diante da ocorrência do frio e

por

isso é necessário que a população respeite as determinações definidas pelo Estado, prefeitos e autoridades da área da saúde”, observa.

Ferrari lembra que na região Norte funciona vários frigoríficos, onde circulam milhares de trabalhadores, sendo outra situação que também preocupa. O dirigente da Amzop disse que outro pedido aos colegas é que sejam tomadas medidas mais fortes para evitar a aglomeração de pessoas, sejam em praças ou em outros espaços públicos, além de locais provados. “Muitas pessoas não estão levando a realidade do Covid a sério e que ocorrem, especialmente nos finais de semana, festas clandestinas com aglomeração de pessoas, uma situação inaceitável e inconsequente”, alerta.

O dirigente da Amzop lembra que nas regiões da Amzop e Amuceleiro, que somam 64 municípios, funcionam apenas três Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs) – em Frederico Westphalen, Três Passos e Tenente Portela. “Esse é um dado muito preocupante, pois além da limitação quanto ao número de respiradores, temos poucos leitos de UTI e a situação pode se agravar caso aumente o número de casos de Covid em situação grave”, conclui.

19ª CRS lamenta interesse da população em se vacinar contra a gripe

A titular da 19ª coordenadoria regional de Saúde com sede em Frederico Westphalen (19ª CRS), Marly Vendruscolo lamenta o desinteresse da população em receber a vacina contra a gripe. Ela disse que na maioria dos 29 municípios da CRS grande quantidade de doses de vacinas estão nas unidades de saúde e parte da população simplesmente não vai receber a imunização. “É triste dizer isso, mas é a realidade que verificamos em vários municípios, onde nem mesmo as pessoas em situação de risco receberam a vacina”, disse.

Marly afirmou que muitos moradores da região estão preocupados com o Cpovid-19 e esperam pela vacina contra o vírus, mas seques se imunizaram contra a gripe. “Enquanto os índices de vacinação contra a gripe são baixos e está chegando o frio, aumenta o número de pessoas sendo hospitalizadas

por

doenças respiratórias”, afirma. A coordenadora lembra que não adianta as prefeituras, as secretarias de Saúde e a CRS fazem campanhas para que as pessoas se vacinem, se as mesmas não demonstram interesse. “Depois que ficam doentes correm para os hospitais, uma situação que não deverão ocorrer justamente neste momento da ocorrência do coronavírus, que ninguém sabe quando termina e não existe vacina para se imunizar”, destacou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *