Amzop observa com cautela possível retorno das aulas presenciais

Na manhã desta terça 11 de agosto, o presidente da Associação dos Municípios da Zona da Produção (AMZOP), prefeito de Rodeio Bonito José Arno Ferrari, assessorado pelo Secretário Executivo da Associação, Luiz Queiroz, participou de uma reunião, através de vídeo conferência, com o governador Eduardo Leite, o secretário de articulação e apoio aos municípios, Agostinho Meireles, secretário da educação, Faisal Karam e o presidente da Famurs, Maneco Hassen.

O encontro contou com a participação dos presidentes das demais associações de municípios do Estado e também do Conselho Fiscal da Famurs. Durante a conversa, o Governo apresentou uma sugestão de calendário escolar para a retomada das aulas presenciais em todo o Rio Grande do Sul, seguindo os protocolos da área da saúde.

O Estado apresentou algumas propostas e protocolos, onde a volta seria de forma escalonada, com um sistema de rodízio de acordo com o nível de educação e rede. Entre as propostas estão o distanciamento entre os alunos, com somente 50% da capacidade das escolas sendo ocupadas, cumprindo com todos os protocolos da área da saúde como uso de equipamentos de proteção individual (EPIs) e formação dos chamados COEs – Centros de Operações de Emergência em Saúde.

A intenção do Estado é retomar as aulas presenciais com um “calendário unificado”, através de um sistema híbrido (presencial e virtual). Uma data sugerida, seria 31 de agosto. O presidente da Famurs, Maneco Hassen disse que o tema é delicado e precisa ser amplamente debatido, se comprometendo em realizar uma pesquisa com todos os municípios gaúchos. Os presidentes das associações regionais também manifestaram suas preocupações com o cumprimento dos protocolos sanitários, retorno das aulas pela educação infantil, atendimento eficaz do trans

por

te escolar, a impossibilidade de contratar professores caso seja necessário e demais questões legais.

Muitos Presidentes embora entendam que o tema é im

por

tante, acham que este não é o melhor momento para se discutir o assunto, considerando o aumento do número de casos de Covid-19 que estão sendo registrados em todo o Estado. No final do encontro ficou decidido que a FAMURS fará uma pesquisa com todos os municípios para saber a posição de cada prefeito. As associações reunirão os prefeitos para discutir o tema e apresentar um posicionamento e após isso a Famurs se reunirá com os representantes regionais, Secretaria da Educação, Ministério Público e Tribunal de Contas do Estado com o objetivo de chegar a uma decisão.

 

Assessoria de Comunicação Amzop

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *