Amzop segue atenta a situação da Covid-19 na região

Nos últimos dias a direção e prefeitos da Amzop estiveram tratando de uma intensa agenda ligada ao enfrentamento da pandemia do novo coronavírus na região e no Estado. Na segunda-feira dia 03, os gestores trataram através de vídeo conferencia com representantes do Campus da UFSM de Palmeira das Missões sobre a proposta de testagem enviada pela Universidade. Na ocasião, os prefeitos foram informados que 90% dos testes para covid-19 realizados pela UFSM saem em até 24 horas. A proposta da Universidade engloba capacitação de profissionais dos municípios para ampliar a testagem.

Já na terça dia 04, aconteceu um encontro virtual com o secretário de apoio e articulação do Estado, Agostinho Meireles; direção da Famurs e os presidentes das 27 associações de municípios para tratar sobre a proposta de distanciamento controlado compartilhado. O governador Eduardo Leite também participou da videoconferência destacando a im

por

tância da atuação dos municípios e dos prefeitos no combate a pandemia, somando forças com o Estado.

O presidente da Associação, prefeito de Rodeio Bonito, José Arno Ferrari, destaca que após ouvir os colegas gestores, a Amzop decidiu aceitar a forma compartilhada de distanciamento social proposta pelo governo do Estado, com responsabilidades mútuas, através de um Projeto de Cogestão Regional. “Decidimos também pela criação de um comitê técnico/profissional para embasar e fundamentar nossas justificativas, no caso de se optar

por

dispensar os protocolos de uma bandeira em substituição a outra, que dará a palavra final para nossa observância e decisão”, destaca o documento enviado pela Amzop a Famurs.

Além disso, também foi aprovada na Associação a solicitação de que o Governo, através da Secretaria da Segurança, intensifique através da Brigada Militar e Polícia Civil a fiscalização, especialmente à noite e nos finais de semana, para evitar aglomerações, considerando que os casos positivos, depois de entrevista realizada, revelam na sua maioria não terem contraído o vírus no ambiente de trabalho e sim em momentos de relações sociais.

Ferrari finaliza destacando que todo o gestor em seus respectivos municípios não tem medido esforços no combate a pandemia, tomando todas as medidas necessárias para a preservação da vida e do bem-estar social, inclusive também sob o ponto de vista econômico.

Decisão em conjunto

No encontro entre as Associações de Municípios, Famurs e o Governo Estadual ficou estabelecido que o Estado continua estabelecendo os protocolos e as regiões ajustam as diferenças de forma consensual, ou seja, o Estado continua rodando as bandeiras e as Regiões Covid, definem seus protocolos amparados em parecer técnico.

Serão protocolos mínimos, não quer dizer, que os Prefeitos não possam aumentar as restrições, fica a critério de cada um, bem como, quem não quiser participar do Comitê Regional continuará seguindo o regramento estadual. Será uma cogestão regional, com essa possibilidade de mudança de protocolos.

Portanto, havendo interesse da região em alterar os protocolos do governo, podem fazê-los, mediante parecer, proposta com fundamentação técnica. Das 27 associações regionais, apenas 06(seis) não quiseram aderir a essa proposta do governo, as demais todas concordaram.

Agora o Governo se reunirá com o gabinete de crise para alterar o decreto e posteriormente informará todos os procedimentos deste novo modelo de distanciamento. O Presidente da Amzop, Prefeito José Arno Ferrari, juntamente com o Presidente da Amuceleiro, Carlos Alberto Vigne, representantes da Região 15/20, reafirmaram a proposta da mútua e compartilhada colaboração.

 

Assessoria Amzop

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *