Palmeira das Missões Laboratório duplica capacidade de realização de testes de Covid-19

Foto: professor da UFSM , Daniel Graichen Crédito: UFSM / DIVULGAÇÃO

 

A instalação de um Extrator de RNA no laboratório de Genética Evolutiva e Microbiologias da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), campus de Palmeira das Missões nesta terça-feira, 2, vai garantir a duplicação da capacidade de realização de testes de coronavírus na área das 43 cidades da Associação dos Municípios da Zona da produção (Amzop).

Segundo o geneticista  e professor da UFSM local, Daniel Graichen, o equipamento que teve um custo de R$ 90 mil será utilizado na realização de testes, a partir da próxima segunda-feira. “Até sexta-feira,5, os professores e alunos envolvidos no trabalho de testagem passam

por

um treinamento e após isso teremos condições de realizar até 100 testes

por

dia”, disse.

Graichen informou que o novo equipamento garante mais segurança e o mínimo risco de contaminação para as pessoas que manipulam o material enviado pelas secretarias municipais de Saúde. Ele lembra que o equipamento foi adquirido a partir de uma parceria entre o Sicredi – regionais Alto Uruguai e Produção – e a Associação dos Municípios da Zona da Produção. “Essa união é extremamente elogiável, pois neste momento da pandemia do Covid-19 é urgente que seja ampliada a capacidade de testagem a fim avaliar melhor a situação em geral do vírus, quanto à disseminação e número de pessoas afetadas até agora”, destaca.

O diretor do campus da UFSM, Rafael Lazzari  informou que até agora o laboratório realizou aproximadamente 600 testes, a partir de material coletado entre as pessoas suspeitas de terem contraído o vírus, nos 43 municípios da área da Amzop. “O levantamento dos resultados aponta que cerca de 13% testaram positivo”, detalha.

Palmeira das Missões e Frederico Westphalen são os municípios que enviaram mais material para testes. Os municípios que apresentam maior número de infectados são Trindade do Sul, Três Palmeiras e Gramado dos Loureiros, microrregião que concentra trabalhadores em frigoríficos.

O presidente da Amzop, Gerri Sawaris disse que a soma de esforços dos municípios e entidades, juntamente com a UFSM é um exemplo extraordinário de solidariedade e compreensão da necessidade de ampliar a realização de testes neste momento de tanta insegurança gerada pelo Covid-19. “O Estado enviou poucos testes para os municípios e

por

isso a estrutura montada em Palmeira das Missões, a partir de uma ação cooperativa, agora com dois equipamentos, precisa ser destacada”, avalia.

O Consórcio de Saúde Intermunicipal de Palmeira das Missões (Consin) participa da ação conjunta, viabilizando a compra de insumos para o laboratório.

Na realização dos testes trabalham 14 pessoas. São 11 alunos voluntários e 3 professores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *